quinta-feira, 16 de julho de 2009

Informática na ZMB


 
As oportunidades devem ser dadas, se possível, àqueles que desejam tornar realidade qualquer coisa, seja sonhos ou idéias, assim como para alunos interessados em aprender. Isso é evidente tendo em vista o papel da educação. Sabemos que, quando o assunto é “mídias”, isso requer uma forma por vezes rigorosa e um tanto “especial” de como devem ser utilizadas enquanto veículos para a formação de qualquer pessoa. Portanto , nesse pequeno relato quero mostrar uma visão digamos que “panorâmica” de algumas vivências e experiências com atividades que , uma vez tornadas um projeto ou não, com certeza sempre procuram dar um sentido ao aprendizado e ainda por cima, dinâmica. Há muito venho utilizando e trabalhando dentro de diversos gêneros textuais, seja ele material impresso , radiofônico, informativo, ou na forma de pequenas entrevistas . Apesar de algumas faltas de materiais, tudo isso foi possível uma vez que nós professores passamos a ter domínio de modo a assegurar a qualidade e responsabilidade naquilo que queremos repassar. Porém, algo que tornou essas atividades bastante originais e , acima de qualquer coisa, bastante motivadora, foi quando ao realizar projetos como a “Rádio escola” e o “Jornal escolar”, lidei com estes de maneira onde as atividades dependeram primordialmente do desempenho dos próprios alunos. Como é o caso da rádio em minha escola, bem como o próprio jornal interativo. É claro que tudo não se limitou aos alunos, pois já venho realizando estudos com os professores diariamente onde estes buscam uma relação mais íntima e de responsabilidade com a informatização, e com ela poder ampliar sua didática, conhecimento e dinâmica. Depois disso só resta a experiência.
video